Restaurante Tequilaville é Mexicano de Verdade

O Tequilaville é um restaurante temático, com gastronomia típica mexicana. Mas vai além da culinária mexicana que estamos acostumados por aqui. As três sócias, que criaram o Tequilaville a partir de uma viagem ao México, na qual se encantaram com a cultura e com a gastronomia, tentam oferecer ao máximo uma cozinha autêntica mexicana, e assim foi criada a campanha #MexicanoDeVerdade.

Fomos conhecer a casa em um jantar na qual foram apresentados pratos clássicos da casa e algumas novidades que, em breve, vão entrar no cardápio.

Fomos recebidos com porções de Salsas mexicanas e Totopos, Camote com sal de Gusano e Chicharron de queso. O Chicharron de queso é um torresmo de queijo, fininho e crocante, e camote é como são chamadas as batatas doces no México, aqui servidas como chips foram sucesso. Os totopos são tortillas cortadas em triângulos e fritas, e casam bem com as salsas mexicanas: guacamole, pico de galo com manga, creme azedo, frijoles refritos, chopotle, molho vermelho (salsa roja) – ótima pedida para petiscar enquanto degusta alguns drinks ou cervejitas.

Salsas mexicanas com totopos

Salsas + molho de pimenta da casa

Chicharron de queso

Ainda nas opções de entradas, provamos o Ceviche de Camarones Y Sandia – camarões frescos marinados no suco de limão com pedaços de melancia) – que é super leve e refrescante, e o Molote – bolinho de milho, recheado com purê de batatas, linguiça defumada e queijo fresco – um dos meus preferidos da noite.

Ceviche de Camarones Y Sandia

Molote

Passando para os tacos, foram servidos taco Al Pastor (com carne suína e abacaxi) e Taco Arranchera de Res (com carne bovina).

Achei o gosto das tortillas nas quais são servidos os tacos bem diferente do que estamos acostumados por aqui. Elas são produzidas ali mesmo, de forma bem artesanal, conforme a chef e sócia Bel Hagemann aprendeu no México. São usados somente milho e água, e o milho é orgânico, adquirido de produtores locais. Fiquei com a sensação de estar experimentando uma comida típica que nunca tinha provado – nem mesmo no México, pois onde passamos por lá também já era mais puxado para o gosto dos americanos.

Taco Al Pastor

Taco Arranchera de Res

Dentro dos pratos principais, provamos o Chile en Nogada – pimentão assado recheado com pernil suíno, amêndoas, uva passa, banana, pêra e maçã, com molho de nozes e romã – e Pato ao Mole Negro, que retorna ao cardápio. Não sou muito chegada em pimentão, e gostei do Chile en Nogada, bem molinho, equilibrado com o recheio e o molho. Não identifiquei exatamente as frutas do recheio, mas gostei do resultado final. O Pato é servido com molho de cacau e uma base de purê, aprovado pelo Marcos.

Pato ao Mole Negro

A casa oferece uma diversidade enorme de molhos de pimenta, mas são conhecidos por seus molhos próprios, nas variedades tabasco, jalapeño, habanero e malagueta, fabricados no restaurante, e que também podem ser comprados para serem levados para casa. São uma delícia, quem gosta de pimenta, não pode deixar de provar.

Estoque de molhos de pimenta

Para finalizar nossa experiência de um #MexicanoDeVerdade, provamos Leche Frito con Celaya e Flauta Doce. O Leche é leite frito à milanesa e sorvete de chocolate com pimenta, para quem procura gostos mais tradicionais da gastronomia mexicana. A Flauta Doce é com tortilla de trigo, maçã, pera, nozes, baunilha e mel de agave. Não senti as frutas, mas ficou uma delícia, especialmente porque foi servido com doce de leite! Infelizmente deixei para comer quando estavam acabando, e comi só um pedacinho, preciso provar mais da próxima vez!

Vale dizer que muitos pratos não contêm glúten e o restaurante oferece também um taco vegetariano.

Quanto às bebidas, a carta de drinks é ampla, com coquetéis a base de tequila e rum – Margaritas, Mojito, Daiquiri, para citar alguns. E ainda são servidas cervejas Sol Mexicana, Dos Equis, Desperados e Corona, além da Michelada – cerveja Sol, sangrita, suco de limão e sal.

Daiquiri de morango

Drinks em copos divertidos

Toda essa imersão na culinária mexicana é feita em um ambiente descontraído, com decoração colorida e animada e objetos artesanais trazidos do México.

Tequilaville

Tequilaville

 


Endereço: Rua Desembargador Pedro Silva, 2019, Coqueiros – Florianópolis/SC


Valores na nossa visita em outubro/2017:

Salsas mexicanas (molhos e totopos) – R$14,00
Salsas – R$5,00 (cada sabor)
Totopos – R$8,00
Camote com Sal de Gusano – R$10,00
Chicharron de Queso – R$26,00
Ceviche de Camarones Y Sandia – R$28,00
Molote – R$12,00
Tacos Al Pastor e Arranchera de Res – R$9,00
Chile en Nogada – R$21,00
Pato Mole Negro – ainda não estava no cardápio
Leche Frito con Celaya – R$14,00
Flauta Doce – R$18,00
Coquetéis – R$20,00 a R$26,00
Cervejas – R$8,00 a R$12,00

 

Anúncios

Cookies simples de banana e aveia

Adoro receitas simples, que posso fazer rapidinho. Vi uma foto no pinterest que era apenas babana e aveia, e os cookies prontos, e resolvi testar.

biscoitos

 
Ingredientes
2 bananas maduras
1 xícara de aveia
 

Misturei as bananas e a aveia e coloquei para assar.

Simples assim, um lanchinho super fácil para quem não liga muito para doces. Eu, particularmente, achei sem graça, e confesso que depois de pronto joguei um pouco de açúcar por cima. Eu sei, acabei com a moral do “lanche light”, mas né…

Agora essa semana vi um blog com a receita completa, e lá eles falam que usam bananas congeladas. Não sei se faz diferença, talvez na próxima vez eu teste assim. Lá, também, foi acrescentado nozes e gotas de chocolate.

Minha sugestão é que seja adicionado um pouquinho de açúcar, para ficar mais docinho, ou outras cositas, como essência de baunilha, gotas de chocolate… ou para quem quer ficar na ideia do lanche light, pode colocar passas, castanhas, nozes.

Trança de frios

Estou sempre à procura de novas receitas, fáceis e práticas para o dia a dia… semana passada olhando a internet, vi a receita que a Ana Maria fez no programa dela, uma trança de frios. Fiz no mesmo dia, de janta. Gente, é super fácil e fica boa mesmo!

Vou colocar a receita abaixo, e o vídeo da Ana Maria fazendo vocês podem olhar aqui.

Fica bem fininha, para mim que não gosto de comer muito pão seco, achei ótima! E recheei bastante, nhamiiii

Ah, não coloquei azeitonas na massa, porque o Marcos não gosta, mas aposto que fica uma delícia!

Olhem como ficou minha trança, entrou para o livrinho de receitas e virou pitaco de lanche fácil!

 

Trança de friosTrança de frios

 

Ingredientes
Recheio
1 1/3 xícara (chá) de peito de peru picadinho (200 g)
1 ½ xícara (chá) de ricota ralada (150 g)
1 xícara (chá) de queijo cremoso (150 g)
cebolinha picadinha e sal a gosto
Massa
¼ xícara (chá) de maionese (3 colheres de sopa)
1 colher (sopa) de creme de leite fresco
1 ovo
1 ½ xícara (chá) de farinha de trigo (200 g)
½ xícara (chá) de queijo parmesão ralado (450 g)
¼ xícara (chá) de azeitona verde picadinha (50 g)
1 colher (sopa) de margarina
1 colher (sobremesa) de fermento em pó
sal a gosto
 
Preparo
Recheio
Coloque numa tigela 1 1/3 xícara (chá) de peito de peru picadinho, 1 ½ xícara (chá) de ricota ralada, 1 xícara (chá) de queijo cremoso, cebolinha picadinha e sal a gosto, misture e reserve.
Massa
Numa outra tigela misture ¼ xícara (chá) de maionese, 1 colher (sopa) de creme de leite fresco e 1 ovo. Adicione 1 ½ xícara (chá) de farinha de trigo, ½ xícara (chá) de queijo parmesão ralado, ¼ xícara (chá) de azeitona verde picadinha, 1 colher (sopa) de margarina, 1 colher (sobremesa) de fermento em pó, sal a gosto e misture com as mãos até formar uma massa homogênea. Coloque a massa numa superfície lisa e enfarinhada e com um rolo abra-a formando um retângulo (30 cm X 20 cm).
Para trançar:
Polvilhe bastante farinha sobre o retângulo de massa
Com um rolo, abra a massa até formar um retângulo
Marque um retângulo menor, no centro da massa, onde irá o recheio
Corte tiras em diagonal (no sentido das duas larguras do retângulo) com 2 cm de largura cada tira, começando pela marcação do retângulo central. Faça isso por todo o comprimento da massa
Coloque o recheio de peito de peru e ricota (feito acima) no centro da massa onde não foi cortado
Pegue cada tira de massa, dobre sobre o recheio intercalando as pontas no centro formando uma trança
Pincele azeite a gosto na superfície da trança.
Leve ao forno médio pré-aquecido a 180°C por 35 minutos ou até dourar. Retire do forno e deixe esfriar. Sirva em seguida.

 

Brusquetas de linguiça blumenau

Vai receber amigos e quer servir uma comidinha delicious e fácil de fazer, vai aí nosso pitaco: brusquetas de linguiça blumenau.

Para o molho é só refogar uma cebola roxa, duas cabeças de alho, depois colocar a linguiça blumenau para fritar junto, e por fim misturar os tomates picadinhos e manjericão. Nem precisa salgar porque a linguiça já é bem salgada.

 

Cebola roxa e alhobrusqueta de linguiça blumenaubrusqueta de linguiça blumenauqueijo raladomanjericão

 

A base tradicional da brusqueta é pão italiano, mas nossa experiência mostrou que o pão fica muito duro, então temos usado baguetes de pão de trigo. É só cortar o pão em fatias.

A montagem  é simples, regamos os pães com azeite de oliva, colocamos o molho, depois um queijo ralado, com sabor forte, por cima (pode ser parmesão). Ao forno até derreter o queijo, para o pão ficar crocante. E voilà!

 

brusqueta de linguiça blumenau