Jantar secreto do chef Gui Schwinn com ingredientes regionais

Você já foi em um jantar secreto? Um jantar quase às cegas, que você não sabe de antemão qual é o cardápio. Alguns personal chefs oferecem jantares secretos em suas residências, e em algumas ocasiões, nem o endereço os convidados sabem até poucos dias antes do evento, ou até efetuar o pagamento.

Participamos de um jantar secreto do chef Gui Schwinn, personal chef que organizou o Secreto In Da Haus, em uma charmosa guest house na Lagoa da Conceição, em Florianópolis, a Haute Haus. Sabíamos apenas que no menu teria pato, capuchinha, peixe, tucupi, legumes e chocolate.

Ao chegar à Haute Haus, pudemos escolher onde sentar, numa espaçosa varanda da casa. Havia opção de mesas para casais ou mesa maior compartilhada.

Não tínhamos acesso ao menu, cada prato era uma surpresa, e recebemos o cardápio apenas no final. Foi o seguinte:

 

Carpaccio de contra filé, molho de geleia de amora, mostarda e mel e capuchinha.

Peito de pato, legumes glaceados e molho de pitanga.

Peixe Dourado, cacuanga, buva (PANCs) e tucupi.

Marzipã de cenoura, calda de chocolate Sagarana e whisky, terra de chocolate e sorvete de chocolate branco.

Carpaccio com capuchinha

Pato com legumes

Dourado, cacuanga, buva e tucupi

Marzipã de cenoura, calda de chocolate e whisky, terra de chocolate e sorvete de chocolate branco

Alguns dos ingredientes, para mim, eram novidade. Pode-se notar que foram usados vários itens regionais, da cozinha brasileira, culinária que o chef Gui gosta de trabalhar.

Para quem não sabe, a capuchinha é uma flor comestível. A cacuanga é um tipo de pamonha, preparada com a massa úmida da farinha. O tucupi é um caldo extraído da mandioca. E a buva é um tipo de PANC (planta alimentícia não convencional), utilizada como tempero.

Todos esses ingredientes não tão comuns no dia a dia da culinária aqui do Sul do Brasil, resultaram em uma experiência gastronômica bem diferente, que nos apresentou novos sabores, unindo salgados e doces num só prato.

Quem tem interesse em participar de um próximo jantar secreto do chef Gui Schwinn, ou quer apenas acompanhar suas criações por meio de fotos, segue o perfil dele no instagram, onde ele sempre posta as novidades: www.instagram.com/guischwinn


 

Anúncios

Pizzaria Basílico

Quem está a procura de boa pizza, em um ambiente agradável e com ótimo atendimento, não vai se decepcionar na Pizzaria Basílico. Bem, pelo menos nós não nos decepcionamos.

O ambiente é elegante, com móveis em madeira, num espaço amplo. Fomos em um dia friozinho, e a lareira estava acesa, dando um ar ainda maior de conforto para quem escolheu ficar naquele ambiente.

Salão principal – Pizzaria Basílico

Lareira

Fachada – Pizzaria Basílico

Começamos nossa experiência por um drink próprio, o Sparkling Açaí, com gin, licor de açaí, água tônica e flor de hibisco – leve, mas com o gosto característico do gin. Depois fomos na indicação da garçonete que nos atendeu, e provamos a Caipirinha de Frutas Vermelhas, que estava muito boa, bem saborosa e docinha.

Sparkling Açaí

Caipirinha de frutas vermelhas

Da parte dos aperitivos, provamos o Corniccione Sweet-Pimenta e o Pick-Nick de calabresa. O corniccione é a massa aberta fininha de pizza, e o Sweet-Pimenta é com queijo Brie francês e geleia de pimenta. O Pick-Nick é um rolinho de massa fininha, gratinado com parmesão, e o nosso veio recheado com calabresa moída, muçarela e alecrim. O corniccione me surpreendeu, poderia comer aquilo o resto da noite! E fica o registro que a geleia de pimenta tem gosto de pimenta. Não é excessivamente picante, mas também não é só o doce da geleia, como normalmente encontramos em outros restaurantes já visitados.

Por sugestão da casa, provamos, ainda, a Caçarola ao forno Berinjela à Parmeggiana, com molho de tomates, rodelas de berinjela, muçarela de búfala e parmesão. Tem bastante o sabor do molho de tomates, e o salgadinho do queijo gratinado, é uma boa pedida para dividir como entrada.

Corniccione Sweet-Pimenta

Pick-Nick de calabresa

Caçarola ao forno Berinjela à Parmeggiana

Seguindo para as pizzas, escolhemos a Primo Basílico (molho de tomates, muçarela especial, tomate e presunto cru), a Blumenau (molho de tomates, muçarela, linguiça Blumenau, mostarda escura e salsinha) e a La Vera Marguerita (molho de tomates, muçarela especial, tomates assados no sal grosso e alho). Na verdade, eu e o Marcos escolhemos só as duas primeiras, e por sugestão da casa acrescentamos a última ao pedido. E que grata surpresa, pois foi minha preferida! A de presunto foi a mais suave de todas. Já a Blumenau foi a mais forte, provavelmente em razão da mostarda escura. A La Vera Marguerita, que eu não tinha alta expectativa, foi uma explosão boa de sabores, com um molho aromático e gostoso.

Pizza La Vera Marguerita + Primo Basílico + Blumenau

Normalmente escolho pizzas com algum tipo de carne, e a Basílico me fez perceber que as pizzas vegetarianas podem ser, sim, muito boas! Afinal, do que provamos, o que mais gostei foi o Corniccione de Brie com Geleia de Pimenta e a pizza marguerita, nada de carne!

Para finalizar, o Marcos não poderia perder o costume, e pediu o Petit Gateau de chocolate Belga com sorvete de creme. Ótimo, com um chocolate delicioso, perfeitamente complementado pelo sorvete de creme. Eu que gosto de ser uma pouco mais ousada nos pedidos (mas nem tanto), fui de Petit Gateau de Laranja com chocolate Belga branco e sorvete de gengibre. Nesse caso pode-se escolher entre o sorvete de gengibre ou creme. O bolinho de laranja estava muito bom, e o recheio era um pouco mais líquido que o de chocolate. Assim que parti, o recheio espalhou rapidinho, mas nada que atrapalhasse a refeição. É um prato mais “forte”, que alia a acidez da laranja com a picância do gengibre.

Ainda provamos o Pick-Nick de Nutella, que é a massa fininha de pizza enrolada, recheada com Nutella. Sério, não tem como dar errado!

Petit Gateau de chocolate Belga com sorvete de creme

Petit Gateau de Laranja com chocolate Belga branco e sorvete de gengibre

Pick-Nick de Nutella

Ah, faltou mencionar que a pizza é assada em forno à lenha, o que garante um leve defumado.

Todos esses sabores deliciosos foram apresentados em um ambiente aconchegante, e com ótimo serviço. Fomos atendidos por uma equipa atenciosa e simpática.

Forno à lenha


PARA AS FAMÍLIAS:

Para quem vai com crianças, é interessante saber:

– Não tem espaço kids.
– São receptivos a crianças. Vimos várias famílias por lá, várias com crianças.
– Oferecem cadeirão para as crianças comerem à mesa.
– Tem trocador para bebês no banheiro feminino.


Endereço: Rua Laurindo Januário da Silveira, 647, Canto da Lagoa – Florianópolis – SC


Valores na nossa visita em outubro/2017:

Sparkling Açaí – R$29,00
Caipirinha de Frutas Vermelhas – R$20,00
Corniccione Sweet-Pimenta – R$31,00
Pick-Nick de calabresa – R$29,00
Caçarola ao forno Berinjela à parmeggiana – R$42,00
Pizzas – Primo Basílico – R$69,00 (média) e R$73,00 (grande) / Blumenau – R$66 (média) e R$70,00 (grande) / La Vera Marguerita – R$69,00 (média) e R$71,00 (grande)
Petit Gateau de chocolate Belga com sorvete de creme – R$19,00
Petit Gateau de Laranja com chocolate Belga branco e sorvete de gengibre – R$19,00
Pick-Nick de Nutella – R$19,00

Bar de vinhos Vie Vin apresenta novo chef e novos pratos

O bar de vinhos Vie Vin está com pratos novos no cardápio. Já falamos do Vie Vin aqui, e contamos que o menu não é fixo; são escolhidos alguns pratos por noite, então nem sempre todos os pratos estão disponíveis, e sempre pode haver novidades. Mas agora a casa conta com um novo chef, Gabriel Sant’Ana, que está no comando da cozinha, harmonizando novas receitas com os vinhos oferecidos.

Os novos pratos foram pensados para manter a proposta do bar de vinhos: comida boa, que traz conforto e combina com o clima intimista e aconchegante do local.

Fomos convidados a conhecer alguns dos novos pratos, e vamos contar o que provamos e o que vocês também podem encontrar por lá:

Começamos a degustação por Brusquettas: 1 – de linguiça Blumenau e cream cheese, 2 – de queijo coalho com geleia de pimenta e 3 – caprese. Só de ouvir os ingredientes, todos os sabores agradam por aqui, e de fato, todas estão ótimas! Estrelinha especial para a caprese, que tem os ingredientes clássicos: tomate, queijo, manjericão, sal e azeite de oliva.

Brusquettas Caprese, Linguiça Blumenau e Queijo Coalho com Geleia de Pimenta

Em seguida provamos o Mix de Cogumelos, uma trouxinha com cogumelos refogados, com pesto de ervas, servidos com torradas, super aromático!

Mix de Cogumelos

Na sequência, foi servida a Ostra Vie Vin, ostra “in natura”, com molho especial do Chef, com maçã, molho agridoce e gengibre. Leve e saborosa, com um frescor dado pelo gengibre… eu poderia continuar comendo várias delas! rsrs

Ostra Vie Vin

Por fim, foi servido Risoto de Parma com raspas de limão siciliano, cremoso e saboroso, perfeito para acompanhar um bom vinho!

Risoto de Parma

É claro que no Vie Vin, não podemos deixar de mencionar os vinhos, carro chefe do bar. Nosso cardápio foi acompanhado pelos seguintes rótulos: Mucho Mas Sauvignon Blanc, Rotas – Blend Português, Mucho Mas Carmenére e Rey de Copas – Tempranillo.

Mucho Mas Sauvignon Blanc

Rotas – blend português

O ambiente é escurinho, com iluminação amarela, com poltronas que podem ser mudadas de lugar, conforme o número de clientes na casa, o que dá um ar de “casa da gente”, um ótimo local para apreciar bons vinhos em boa companhia!

Vie Vin

Vie Vin

Chef Gabriel Sant’Ana e assistente Diogo Storino


Endereço: Avenida Madre Benvenuta, 1157, Santa Mônica – Florianópolis/SC


Valores em nossa visita em outubro/2017:

Brusquettas – R$24,00 (6 unidades)
Mix de Cogumelos – R$32,00
Ostra e Risoto de Parma – não estavam no cardápio

 

Restaurante Tequilaville é Mexicano de Verdade

O Tequilaville é um restaurante temático, com gastronomia típica mexicana. Mas vai além da culinária mexicana que estamos acostumados por aqui. As três sócias, que criaram o Tequilaville a partir de uma viagem ao México, na qual se encantaram com a cultura e com a gastronomia, tentam oferecer ao máximo uma cozinha autêntica mexicana, e assim foi criada a campanha #MexicanoDeVerdade.

Fomos conhecer a casa em um jantar na qual foram apresentados pratos clássicos da casa e algumas novidades que, em breve, vão entrar no cardápio.

Fomos recebidos com porções de Salsas mexicanas e Totopos, Camote com sal de Gusano e Chicharron de queso. O Chicharron de queso é um torresmo de queijo, fininho e crocante, e camote é como são chamadas as batatas doces no México, aqui servidas como chips foram sucesso. Os totopos são tortillas cortadas em triângulos e fritas, e casam bem com as salsas mexicanas: guacamole, pico de galo com manga, creme azedo, frijoles refritos, chopotle, molho vermelho (salsa roja) – ótima pedida para petiscar enquanto degusta alguns drinks ou cervejitas.

Salsas mexicanas com totopos

Salsas + molho de pimenta da casa

Chicharron de queso

Ainda nas opções de entradas, provamos o Ceviche de Camarones Y Sandia – camarões frescos marinados no suco de limão com pedaços de melancia) – que é super leve e refrescante, e o Molote – bolinho de milho, recheado com purê de batatas, linguiça defumada e queijo fresco – um dos meus preferidos da noite.

Ceviche de Camarones Y Sandia

Molote

Passando para os tacos, foram servidos taco Al Pastor (com carne suína e abacaxi) e Taco Arranchera de Res (com carne bovina).

Achei o gosto das tortillas nas quais são servidos os tacos bem diferente do que estamos acostumados por aqui. Elas são produzidas ali mesmo, de forma bem artesanal, conforme a chef e sócia Bel Hagemann aprendeu no México. São usados somente milho e água, e o milho é orgânico, adquirido de produtores locais. Fiquei com a sensação de estar experimentando uma comida típica que nunca tinha provado – nem mesmo no México, pois onde passamos por lá também já era mais puxado para o gosto dos americanos.

Taco Al Pastor

Taco Arranchera de Res

Dentro dos pratos principais, provamos o Chile en Nogada – pimentão assado recheado com pernil suíno, amêndoas, uva passa, banana, pêra e maçã, com molho de nozes e romã – e Pato ao Mole Negro, que retorna ao cardápio. Não sou muito chegada em pimentão, e gostei do Chile en Nogada, bem molinho, equilibrado com o recheio e o molho. Não identifiquei exatamente as frutas do recheio, mas gostei do resultado final. O Pato é servido com molho de cacau e uma base de purê, aprovado pelo Marcos.

Pato ao Mole Negro

A casa oferece uma diversidade enorme de molhos de pimenta, mas são conhecidos por seus molhos próprios, nas variedades tabasco, jalapeño, habanero e malagueta, fabricados no restaurante, e que também podem ser comprados para serem levados para casa. São uma delícia, quem gosta de pimenta, não pode deixar de provar.

Estoque de molhos de pimenta

Para finalizar nossa experiência de um #MexicanoDeVerdade, provamos Leche Frito con Celaya e Flauta Doce. O Leche é leite frito à milanesa e sorvete de chocolate com pimenta, para quem procura gostos mais tradicionais da gastronomia mexicana. A Flauta Doce é com tortilla de trigo, maçã, pera, nozes, baunilha e mel de agave. Não senti as frutas, mas ficou uma delícia, especialmente porque foi servido com doce de leite! Infelizmente deixei para comer quando estavam acabando, e comi só um pedacinho, preciso provar mais da próxima vez!

Vale dizer que muitos pratos não contêm glúten e o restaurante oferece também um taco vegetariano.

Quanto às bebidas, a carta de drinks é ampla, com coquetéis a base de tequila e rum – Margaritas, Mojito, Daiquiri, para citar alguns. E ainda são servidas cervejas Sol Mexicana, Dos Equis, Desperados e Corona, além da Michelada – cerveja Sol, sangrita, suco de limão e sal.

Daiquiri de morango

Drinks em copos divertidos

Toda essa imersão na culinária mexicana é feita em um ambiente descontraído, com decoração colorida e animada e objetos artesanais trazidos do México.

Tequilaville

Tequilaville

 


Endereço: Rua Desembargador Pedro Silva, 2019, Coqueiros – Florianópolis/SC


Valores na nossa visita em outubro/2017:

Salsas mexicanas (molhos e totopos) – R$14,00
Salsas – R$5,00 (cada sabor)
Totopos – R$8,00
Camote com Sal de Gusano – R$10,00
Chicharron de Queso – R$26,00
Ceviche de Camarones Y Sandia – R$28,00
Molote – R$12,00
Tacos Al Pastor e Arranchera de Res – R$9,00
Chile en Nogada – R$21,00
Pato Mole Negro – ainda não estava no cardápio
Leche Frito con Celaya – R$14,00
Flauta Doce – R$18,00
Coquetéis – R$20,00 a R$26,00
Cervejas – R$8,00 a R$12,00

 

Jantares com cardápios executados por estudantes de gastronomia, no Emporium Bocaiúva

Toda terça-feira, no Emporium Bocaiúva, acontece a parceria entre o Emporium e a Faculdade Estácio, na qual o estabelecimento recebe um estudante do curso de gastronomia para comandar um jantar. A ideia é trazer um cardápio diferente, apresentado pelo estudante, com um valor convidativo para o público curtir o happy hour.

Em cada edição, participa um estudante, que traz um menu diferente. Fomos na edição comandada pelo chef Alisson Alves, que ofereceu a noite da pizza. Foram oferecidos crostinis como entradas, pizzas salgadas e doces. As pizzas eram tamanho broto (22 cm), com 4 fatias, no valor de R$28,60 cada. Provamos uma salgada e uma doce, e adoramos a qualidade. A massa, preparada na hora, era fina na base, um pouco mais gordinha e macia nas bordas. Escolhemos a salgada Presunto Parma, e doce de Chocolate ao Leite.

Pizza Presunto Parma

Pizza Chocolate ao Leite

Estudantes responsáveis pela noite das pizzas

Como mencionei, em cada edição é um novo estudante, então nossa sugestão é ficar ligado no instagram do Emporium: www.instagram.com/emporiumbocaiuva para conferir qual o menu da próxima terça-feira, que é divulgado normalmente na segunda-feira anterior ao evento.


Endereço: Rua Bocaiúva, 1901, Centro, Florianópolis/SC


 

Tesouro do Oriente – comida árabe em clima de tradição oriental

Recentemente (agosto de 2017), o restaurante Tesouro do Oriente abriu as portas, no Centro de Floripa, com loja, cardápio árabe e ótimos vinhos na adega.

Fomos lá, a uma degustação de vinhos catarinenses e espanhóis, acompanhada de sequências árabes da casa, e adoramos as opções.

Todos os pratos podem ser pedidos separadamente, mas eles também contam com alguns combinados, que traz um pouco de cada.

Iniciamos nossa harmonização com o Combinado Biblos, com quibe cru, coalhada, hommus, babaganoush, tabule, e em seguida provamos o Combinado Tripoli, com esfiha de carne, arroz Mjadara, quibe frito, salada fatouch, kafta. Na verdade, a salada do Tripoli é o tabule, mas como teve tabule no combinado anterior, no segundo foi substituído pelo fatouch.

Combinado Biblos

Combinado Tripoli

Os pratos vieram acompanhados de pão sírio, e estava tudo muito bem preparado. Adorei as pastas, e até o Marcos que não é muito fã de comida árabe aprovou tudo e comeu com gosto! Rsrs

Provamos, ainda, o falafel, bolinho de grão de bico, que foi o que menos fez sucesso na mesa. Minha sugestão fica para os quibes e pastinhas.

Falafel

De sobremesa, foi oferecido um iogurte natural com geleia de damasco, produzida ali mesmo. Estava bem leve e bem doce. Mas ela não está no cardápio, então quem quiser, tem que conferir com eles se está sendo servida no dia.

Sobremesa

Foram apresentados alguns vinhos disponíveis na casa, catarinenses e espanhóis, selecionados por sommeliers que auxiliam na escolha dos rótulos do restaurante.

Vinho branco espanhol selecionado

Vinho tinto espanhol selecionado

Como o restaurante é integrado com a loja, o espaço é todo ornado com produtos do Oriente, o que traz um ar de cultura oriental a todos os cantos.

Restaurante


Endereço: Rua Bocaiúva, 2224, Centro, Florianópolis/SC


Valores em nossa visita, em setembro/2017:

Combinados – R$77,00
Falafel – R$21,00

 

Blend Gourmet – hamburgueria com mistura boa, no centro de Floripa

A Blend Gourmet é uma hamburgueria super charmosa, no centro de Floripa.
O nome veio da mistura de tendências europeias que inspiraram a decoração e o cardápio, e o blend deu muito certo. O ambiente é moderno, confortável e aconchegante, com boa iluminação e um som ambiente que permite uma conversa tranquila entre os comensais.

O cardápio conta com opções de entradas, saladas, hambúrgueres, sobremesas, drinks e chopes.

A parte dos burgers é bem fácil de escolher, há o The Blend, o “da casa”, com blend bovino com toque de bacon, e burgers com linguiça Blumenau, cordeiro, picanha, salmão e vegetariano. Os burgers são acompanhados de batata doce frita, batata frita, batata rústica ou onion rings, e de molho do chefe, golf, barbecue, mostarda ou natural.

Para provar um pouquinho de vários, escolhemos o Blend Experience, que traz 3 mini hambúrgueres (The Blend, Blumenau e Picanha). O The Blend é com blend bovino com toque de bacon, servido no pão ciabatta, com mozarela, cebola caramelizada no shoyo, tomate e alface. O Blumenau é com blend suíno, servido no pão australiano, com queijo provolone, cebola caramelizada no shoyo, tomate e alface. E o Picanha é hambúrguer de picanha, servido no pão brioche, com queijo do reino, cebola caramelizada no shoyo, tomate e alface. Gostamos de todos e nosso preferido foi o Picanha. O Marcos gostou do jeitinho que veio, mas meu pão favorito foi o australiano, provavelmente numa próxima visita vou pedir o Picanha no pão australiano (se permitirem trocas).

Blend Experience

O Blend Experience vem com molho (escolhemos a do chefe, uma maionese verde), mas não vem o acompanhamento. Pedimos, então uma porção de batata rústica. Nas batatas, sentimos falta de um pouco mais de sal e alecrim.

Porção de batatas rústicas

Adoramos provar drinks e sempre procuramos conhecer o que as casas oferecem e avaliar seu diferencial, mas dessa vez ficamos no chopinho. São servidos chopes Schornstein e Stella Artrois.

Chope para acompanhar


Endereço: Rua Desembargador Arno Hoeschl, 279 – Centro, Florianópolis/SC


Valores na nossa visita em agosto/2017:

Blend Experience – R$35,00
Porção Batata Rústica – R$18,00 (250g)
Chope Stella Artrois – R$8,50 (275ml)