Cervejaria Devassa tem cardápio caprichado de “comida de boteco”

Cervejaria Devassa de Florianópolis vai além do ambiente de barzinho/balada. A casa é conhecida como point de happy hour, no centro de Floripa, que vai esquentando ao longo da noite.

Mas não é só cerveja, drinks e música que tem por lá. Eles também oferecem um cardápio muito bem montado, com diversos pratos típicos de “comidinhas de boteco”, com um toque mais caprichado, para acompanhar os copos entre amigos!

Fomos convidados a participar de uma harmonização dos pratos com os tipos de chope que a casa oferece, e vamos contar tudo aqui.

Os chopes da Devassa servidos na Cervejaria são os seguintes: Loura (Tropical Lager), Sarará (Tropical Weiss), Ruiva (Tropical Red Ale), Negra (Tropical Dark Ale) e Índia (Tropical IPA).

Começamos a noite com alguns aperitivos:

♦ Tapioquesas (tapiocas + calabresas) – bastões de tapioca (250g) recheados com calabresa e queijo coalho, acompanhado de melado de cana.
Harmonizou com o chope Loura.

♦ Frangarinho – frango a passarinho (400g) frito e temperado em molho picante à base de melado, gengibre e tabasco.
Harmonizou com o chope Sarará, que é de trigo.

♦ Mignon de Amigos – tiras de mignon (200g) e cebola em cubos no molho de carne, coberto de muçarela derretida e bacon, e pão de cerveja da casa para acompanhar.
Harmonizou com o chope Ruiva.

Tapioquesas com chope Loura

Frangarinho com chope Sarará

Mignon de amigos com chope Ruiva

As entradas estavam ótimas! Quando chegaram as tapioquesas (primeiro prato servido), já decidimos que poderíamos passar o happy hour com elas e com o chope Loura, leve é fácil de beber. Mas não vamos desmerecer o frango e o mignon, pois cada um tem seu sabor especial. Aliás, quem não gosta de tirinhas de mignon com molho, e ainda queijo por cima? Quanto mais com um chope Red Ale para harmonizar? Recomendamos todos! A única pena é que essas porções de aperitivos não são muito grandes, servem 2 pessoas como entrada.

Em seguida passamos para os pratos da “Chapa quente”:

♦ Gaúcho Chapadão – carne (fraldinha ou alcatra – 400g) grelhada servida com chips de batata rústica, farofa e molho.
Harmonizou com o chope Ruiva.

♦ Bonitão e Lamparina – carne-seca (200g) desfiada e puxada na cebola, acompanhada de aipim frito, farofa, feijão vermelho e manteiga de garrafa.
Harmonizou com o chope Índia.

Gaúcho Chapadão

Bonitão e Lamparina

Essas tábuas já são maiores, dá aquela sustância boa para seguir no happy hour! A Gaúcho Chapadão vem com carne grelhada, temperada no sal grosso, com uma farofinha especial, e a Bonitão e Lamparina é com carne seca e acompanhamentos deliciosos. São tábuas mais “pesadas”, que harmonizaram com chopes também mais pesados: Red Ale e Índia.

Por fim, mas não menos importante, tivemos que colocar o “Pé na Jaca” e foi servida a sobremesa #Fica-a-dica, com suflê de chocolate, servido com sorvete de creme e calda de chocolate, que harmonizou com o chope Negra. Gente, é di-vi-no! Cremoso, de chocolate, docinho sem ser enjoado.

#Fica-a-dica – suflê de chocolate com sorvete

E para quem não curte cerveja, mas não dispensa um bom happy hour, a casa também oferece drinks especiais com picolés da Kibon. Que tal uma Pina Colada com picolé de coco, ou uma caipirinha de morango com picolé de frutas vermelhas? São docinhos e praticamente vêm com uma sobremesa junto!

Drinks com picolé da Kibon

O ambiente é bem descontraído, espaçoso, com algumas áreas separadas – a entrada, mais aberta e iluminada, ideal para quem prefere comer e conversar, e a área interna onde fica a banda/DJ e a muvuca fica maior ao longo da noite.


Endereço: Rua Bocaiúva, 2198, Centro, Florianópolis/SC


Valores na nossa visita, em novembro/2017:

Tapioquesas – R$18,90
Frangarinho – R$24,90
Mignon de Amigos – R$39,90
Gaúcho Chapadão – R$59,90
Bonitão e Lamparina – R$69,90
#Fica-a-dica – R$18,90
Drinks com picolé da Kibon – R$30,00 a 35,00
Chopes Loura – R$6,90 (200ml)
Chopes Ruiva, Negra e Índia – R$7,90 (200ml)
Chope Sarará – R$14,90 (200ml)

Anúncios

Oktoberfest Blumenau para famílias e crianças

Todo mês de outubro é aquele agito em Santa Catarina, com as festas de outubro. A maior e mais famosa é a de Blumenau, considerada a segunda maior do mundo, fica atrás apenas da Oktoberfest de Munique, na Alemanha.

Bem, é muito chope, música, alegria! É conhecida por ter muita pegação. Mas fomos e comprovamos que tem espaço para curtir em família também. Esse ano quisemos aproveitar a festa com a Dorinha, e foi muito divertido.

O Parque Vila Germânica, local oficial da festa (porque tem festa pela cidade toda), fica cheio o dia todo, mas a concentração de pessoas, com certeza, vai aumentando ao decorrer do dia. Para aproveitar com crianças, o ideal é ir cedo, para passar o dia mesmo, e não a noite.

Chegamos por volta das 13h, e já fica a primeira dica boa aqui: aos sábados, domingos e feriado, até as 13h ninguém paga ingresso. A partir das 13h nesses dias, ou das 18h nos demais dias, o ingresso custa de R$12,00 a R$40,00 (no fim da matéria tem os valores e horários de cobrança). Fomos embora por volta das 18h e o número de pessoas no Parque tinha dobrado (fomos num sábado).

Na entrada, foi colocada uma pulseira de identificação na Dora e uma em mim, com o mesmo número, para conferência na saída. Bem bacana a ação, para evitar que alguém saia do local com alguma criança que se perdeu do responsável.

São quatro pavilhões, cada um com um espaço para banda, mesas, stands de comida e bebida e banheiros. Fora dos pavilhões a decoração é de casinhas germânicas, uma graça, e são várias lojas de comidas e presentes.

Andamos pela Vila Germânica toda, e encontramos muitas outras famílias também com bebês, que se divertiam dançando juntas. Ao decorrer do dia o movimento foi aumentando, e já não é aconselhável deixar crianças soltas, pois são muitas pessoas andando para todos os lados, o risco de se perder ou até se machucar é muito grande.

As opções de comida incluem pratos alemães, como joelho de porco, linguiça alemã, batata recheada, e opções mais “tradicionais” como sanduíches e pastéis. Mas não tenha pressa para comer… esperamos perto de uma hora para nossa comida ficar pronta – prato alemão e batatas recheadas.

Quanto às bebidas, as filas foram bem mais rápidas. Tem que comprar fichas no caixa, e trocar nas cervejarias. Caso optem por cervejas especiais, fiquem atentos para não comprar as fichas normais da Eisenbahn, pois elas não valem para as cervejas especiais de algumas outras marcas.

Adoramos a festa, encontramos um ambiente bem familiar durante o dia, e foi bastante divertido!


Oktoberfest Blumenau 2017
Datas: de 4 a 22 de outubro

Endereço Parque Vila Germânica:
Rua Alberto Stein, 199, Bairro da Velha – Blumenau/SC

Valores:
Abertura (04/10), segundas-feiras (09 e 16/10) e encerramento (22/10): entrada gratuita.
Domingos, terças, quartas (exceto véspera de feriado) e quintas-feiras (exceto feriado): R$ 12.
Sextas-feiras, véspera de feriado e feriado: R$ 30.
Sexta-feira, dia 13/10: R$ 40.
Sábados: R$ 40.
Crianças até 12 anos: Não pagam entrada.

Cobrança de ingressos:
Terça a sexta-feira e véspera de feriado: a partir das 18h.
Sábados, domingos e feriado: a partir das 13h.


 

Viagem à Porto Alegre para a Semana Farroupilha e visita a uma fábrica da Heineken Brasil

A Semana Farroupilha é considerada a maior festa popular do Rio Grande do Sul, um momento de culto às tradições gaúchas. Ela envolve praticamente toda a população do Estado, tantos nos locais organizados para festejos, como em ações do comércio e dos serviços públicos. Acontecem festejos, manifestações culturais, artísticas, mostras, desfiles.

Comemora-se a Revolução Farroupilha, o mais longo e um dos mais significativos movimentos de revoltas civis brasileiros, que aconteceu de 1835 a 1845.

Em Porto Alegre, a Semana Farroupilha tem seu núcleo concentrado no Parque Maurício Sirotsky Sobrinho, com intensa programação sócio-cultural em meio a um grande Acampamento Farroupilha, que tem duração de quase 30 dias. Lá, são relembrados feitos dos gaúchos do período da revolução, por meio de palestras, espetáculos, lançamento de livros e outros, e chegam a ficar fixos, “morando” no acampamento, cerca de 7 mil pessoas, no período.

A convite da Schin, patrocinadora oficial da Semana Farroupilha pelo décimo ano consecutivo, o Pitacos participou de um dia da Semana Farroupilha, em Porto Alegre.

Lá, o Marcos participou de um churrasco típico gaúcho, no Piquete Rede Pampa, seguido por uma visita à Casa Garibaldi.

Para a Semana Farroupilha 2017, a Schin recriou o jornal “O Povo”, principal publicação da república rio-grandense, que se notabilizou como instrumento de voz dos farroupilhas e circulou entre 1938 e 1840. Foi criada uma sede fictícia do jornal dentro do acampamento Farroupilha, a Casa do Povo, inspirada na casa onde viveu Giuseppe Garibaldi, em Piratini/RS, durante a Revolução Farroupilha.

A casa fica aberta ao público durante o evento – de 7 a 20 de setembro – e traz elementos que fizeram parte da história do jornal e da revolução, com fotos dos personagens da época, uma prensa tipográfica de Minerva, uma mesa interativa com imagens e conteúdos autênticos do jornal, e outras informações sobre a cultura gaúcha. Durante os fins de semana, os visitantes da casa poderão personalizar o periódico com suas fotos impressas na capa do “O Povo”.

O jornal está sendo distribuído gratuitamente no Acampamento Farroupilha e em outros pontos de Porto Alegre, entre 7 e 20 de setembro. São 14 edições, em formato tabloide, com quatro páginas de reportagens, artigos e crônicas sobre os hábitos e o espírito tradicionalista do povo gaúcho, com curadoria do Movimento Tradicionalista Gaúcho.

A Schin também criou uma série de latas comemorativas, com fotos que retratam paisagens e hábitos tradicionalistas, para homenagear a valorização da cultura do povo gaúcho. Foram escolhidas dez fotos, do fotógrafo gaúcho Eduardo Rocha, que estão estampadas nas latinhas da Schin, na série que começou a circular no mercado em agosto.

 

VISITA À FÁBRICA DA SCHIN

O Pitacos teve, ainda, a oportunidade de conhecer a fábrica da Schin, localizada em Igrejinha/RS, que fica a cerca de 90km de Porto Alegre.

Lá, são produzidos 7 rótulos do grupo. A fábrica pertence à Heineken Brasil, que chegou ao país em 2010, e em 2017, adquiriu a Brasil Kirin Holding S.A. e tornou-se o segundo player no mercado brasileiro de cervejas. São 16 fábricas no Brasil, que produzem as linhas de cerveja e bebidas não alcoólicas do grupo. O portfólio de cervejas é composto por Heineken, Desperados, Sol, Kaiser, Bavária, Bavária Premium, Baviera 0,0%, Xingu, Amstel, Kirin Ichiban, Schin, No Grau, Devassa, Baden Baden, Eisenbahn, Cintra e Glacial. Dentre as bebidas não alcoólicas estão refrigerantes, sucos, energético e água como Água Schin, Itubaína, K Energy Drink, Schin Tônica, Skinka, Viva Schin e Viva Schin Mini.

A visita à fábrica é interessante pois pode-se conhecer o sistema de produção e engarrafamento. Em Igrejinha, são produzidos/enlatados 60 mil litros por hora, ou seja, mais de 1,4 milhão de litro por dia, uma produção realmente grande. Lá não é produzida a Heineken, em função de ela precisar de tanques na horizontal para a fermentação da sua cerveja.


Encontro de Cervejeiros incentiva consumo local de cervejas artesanais

Acontece de 3 a 13 de agosto o Encontro de Cervejeiros do Projeto Eu Bebo Cerveja Local, com cervejas artesanais produzidas na Grande Florianópolis.


O Encontro de Cervejeiros do projeto Eu Bebo Cerveja Local (EBCL) contará com 20 marcas de cervejarias artesanais da região de Floripa e o público poderá conhecer e experimentar as cervejas locais. O evento é aberto ao público, gratuito e acontece de terça a sexta, de 3 a 13 de agosto. As cervejas serão comercializadas pelas marcas participantes.

O espaço é no piso L1 do Shopping Iguatemi, ao lado da loja Ri Happy, e lá vão acontecer palestras gratuitas sobre o mundo da cerveja e apresentações de música ao vivo. A programação completa está na página do evento: https://www.facebook.com/Bebacervejalocal/.

As palestras também são abertas ao público, mediante inscrição pelo e-mail eventos@unicamkt.com.br ou pelo link do evento no Facebook: https://www.facebook.com/events/510973485906969/?ti=icl.

O projeto EBCL foi pensado por bares e cervejarias locais para divulgar a cultura dos growlers, garrafa retornável que o consumidor pode reabastecer e levar para casa. O aplicativo Eu Bebo Cerveja Local hoje conta com 40 bares e 20 cervejarias.

Foto: divulgação


Cervejarias artesanais que participam:
The Liffey Brew Pub / Armada Cervejeira / Cervejaria Cozalinda / Cervejaria Klaus Bier / Cervejaria Kairós / Cervejaria Unika / Cervejaria Sambaqui / Cerveja Gallant / Cervejaria da Lagoa / Vodu Cerveja Artesanal / Cervejaria da Ilha / Cervejaria Lay Back / Cervejaria Badênia / Cervejaria Faixa Preta / Istepô Cerveja Artesanal / Cervejaria Bayer Bier / Cervejaria Jester / Cervejaria Weinmann / On Tap Cervejaria / Cervejaria Sunset

SERVIÇO: Encontro de Cervejeiros EBCL no Iguatemi
Quando: de 3 a 13 de agosto
Local: Piso L1, ao lado da loja Ri Happy, no Iguatemi Florianópolis
Horários: de terça a sexta, das 16h às 22h; sábado, das 11h às 22h, e domingo, das 11h às 20h30.
Música ao vivo: todas sextas, sábados e domingos durante o evento.


Divulgação: All Press Comunicação Estratégica

Restaurante que Combina harmoniza cardápios com estilos diferentes de cerveja

Restaurante Que Combina apresentou três propostas de restaurantes e cardápios, em três dias, para harmonizar com os três estilos de Brahma Extra.


Semana passada falamos aqui do evento da Brahma Extra que iria criar três restaurantes totalmente diferentes no mesmo local, por três dias seguidos, para harmonizar cardápios com os três estilos da cerveja. Pois bem, o Restaurante Que Combina aconteceu no fim de semana que passou (14 a 16 de julho), e apresentou aos convidados o Hambúrguer Que Combina, o Italiano Que Combina e o Japonês Que Combina.

Fomos na segunda noite, na qual o Restaurante Que Combina foi transformado em uma cantina italiana. Foram servidos pratos da culinária italiana, preparados pelo chef Guilherme Schwinn, que harmonizaram com a Brahma Extra Red Lager.

Olha algumas das delícias que degustamos por lá:

Foram servidos Agnolotti de calabresa artesanal picante e brodo e Salada caprese de entrada, Gnocchi de mandioquinha fonduta de queijo serrado e passata e Fetutine de limão siciliano e porcini como pratos principais e de sobremesa Tiramissu e Panacota de bergamota.

O chef apresentou o menu, e o mestre cervejeiro da Brahma falou sobre as características da cerveja da noite.

O gnocchi foi o prato desenvolvido que mais combinou com a Brahma Extra Red Lager. Mas confesso que meu prato principal favorito foi o fetutini. Já o Marcos adorou mesmo o gnocchi, então as opiniões ficaram divididas por aqui. De qualquer forma, a cerveja foi servida sempre geladinha, harmonizou bem com todos os pratos!

Nos outros dias o restaurante serviu hambúrgueres, que harmonizaram com a Brahma Extra Lager, e comida japonesa, que harmonizou com a Brahma Extra Weiss. A cada noite a casa foi totalmente redecorada, desde a fachada até as paredes, sendo montado um verdadeiro restaurante todo pensado na temática da noite, tudo para aproximar o público cervejeiro de novos sabores e possibilidades.

Fachada da noite italiana
Foto: Pitacos do Casal

Ambiente das três noites – hamburgueria, italiano, japonês
Foto: Paulinho Sefton / divulgação


 

Fim de semana com harmonização de cervejas no Winter Fest

Winter Fest by Eisenbahn acontece nos fins de semana de julho, a partir do dia 7, com comidas típicas de inverno, música, teatro e brincadeiras.


O Winter Fest Jurerê Internacional by Eisenbahn é um evento que será realizado nos fins de semana de julho (de sexta-feira a domingo), a partir do dia 7, no Jurerê Open Shopping, com entrada gratuita. Contará com gastronomia típica de inverno, apresentações culturais, brincadeiras e apresentações musicais do Jurerê Jazz.

A Estação Eisenbahn, montada para o festival, oferecerá sessões de harmonização com cervejas, aos sábados e aos domingos. Para participar, é preciso ter idade mínima de 18 anos e a inscrição é feita no local, mediante consumo de Eisenbahn no bar do evento.

O chef Jhonatta Luiz Fernandes, do Instituto Gastronômico das Américas (IGA), vai preparar os pratos que vão harmonizar com os estilos Pilsen, Pale Ale, Dunkel e Weizenbier da cerveja.

Vamos ao menu que será oferecido nas sessões de harmonização na Estação Eisenbahn:

– Verrine de folhas verdes, espuma de queijo e croutons para harmonizar com Eisenbahn Pilsen.
– Filet mignon com manteiga de ervas e Baden Weiss para harmonizar com Eisenbahn Pale Ale.
– Beermissu (versão de Tiramissu com Baden Stout) para harmonizar com Eisenbahn Dunkel.
– Bruschetta tradicional para harmonizar com Eisenbahn Weizenbier.


Serviço:

Winter Fest – sextas-feiras das 17h às 22h; sábados e domingos das 13h às 22h

Estação Eisenbahn – sessões de harmonização com capacidade para 20 pessoas por turma
Horários: Sábados às 16h, 17h30 e 19h e Domingos às 15h, 16h30 e 18h
Inscrições: No local, mediante compra de Eisenbahn no bar do evento (maiores de 18 anos)


Divulgação: All Press Comunicação Estratégica