Sattoru Sushi inaugura apresentando pratos sofisticados e autorais

O Sattoru Sushi inaugurou há 3 meses, no bairro Coqueiros, em Florianópolis, trazendo uma gastronomia oriental diferenciada. Com combinações de ingredientes finos e molhos especiais, a proposta é voltada a uma experiência de qualidade mais que de quantidade. É servido somente a la carte, com produção no momento dos pedidos.

Parte da equipe é do antigo Kanpai, que durante muitos anos foi referência em culinária japonesa, em Florianópolis, então pode-se esperar o mesmo padrão de produtos e serviços.

Fomos conhecer a casa, e fizemos uma espécie de menu degustação, provando alguns itens do cardápio, que mostramos aqui.

Começamos pelos sashimis especiais, com o Barriga de Salmão, Ussuzukuri de Peixe Branco e Vieiras Canadenses. Cada um tem sua combinação de temperos, e nem é recomendado usar molho shoyo, que acaba tirando o gosto peculiar do prato. O Salmão é temperado com raspas de limão siciliano e flor de sal, tem um toque levemente cítrico e é bem leve. O peixe branco também é super leve, vai molho ponzo, ovas de massago, azeite trufado, cebolinha e crispe de couve. Esse crispe é bem interessante, dá uma crocância ao sashimi. E as vieiras canadenses são maçaricadas com azeite trufado, tartufaio, massago, flor de sal e cebolinha, adorei!

Sashimi especial – barriga de salmão

Sashimi especial – peixe branco

Sashimi especial – vieiras canadenses

Em seguida degustamos um combinado especial do chef, com itens do Top Fusion Gourmet Sattoru. O combinado de 10 peças traz 5 duplinhas com os seguintes itens:
– Tortilhas de nachos – salmão, cream cheese e polvo, azeite de alho, servido em nachos com geleia de pimenta e azeite de ervas e crispe de couve mineira;
– Oyster sattoru – ostra no vapor em lâminas de salmão, azeite de alho regado ao molho de ostras e poró;
– Filé e aspargo – shimeji e aspargos em lâminas de filé mignon, flor de sal e crispe de batata baroa;
– Ebi stylish – camarão, cream cheese, lâminas de salmão a milanesa em farinha panko, molho tarê, mostarda dijon e cebolinha;
e mais uma dupla que acabei não anotando e não tenho certeza de qual era…

Esse combinado é uma experiência gastronômica bem diferente, com vários sabores que se complementam, com molhos especiais. Não vá esperando um tradicional philadélfia, porque esses sushis são um outro tipo de culinária. Eu adoro pratos com sabores diferentes, fico tentando identificar cada um deles, adorei o combo! Já para o Marcos, que prefere um sushi mais tradicional, não foi o favorito, então se você também prefere um sushi mais básico, talvez não valha a pena.

Combinado Top Fusion Gourmet Sattoru

Passando para os uramakis, provamos o Atum Spicy e o Ebi Dragom.

O Atum Spicy leva atum temperado, envolto por abacate com leve toque de pimenta e farofa de nachos. Lendo assim até lembra comida mexicana né! Os nachos não me agradaram muito, apesar de dar a crocância, achei que o sabor roubou a cena. Já o Marcos gostou bastante, então é questão de gosto mesmo rsrs.

E por fim, o Ebi Dragom, que é um dos mais pedidos da casa, com camarão a milanesa, cream cheese envolto em salmão levemente maçaricado em azeite de alho, regado ao tarê, azeite de ervas e poró. Os azeites dão um toque bem especial, e o alho poró por cima garante a crocância, achei bem elaborado e aprovei.

Uramaki Atum Spicy

Uramaki Ebi Dragom

Passando para a parte doce, eu fui de Harumaki de banana e doce de leite e o Marcos no seu pedido tradicional: petit gateau.

Adoro a massinha frita do rolinho primavera, com que é feito o harumaki, recheado com banana e doce de leite. Super doce, mas bem gostoso.

O Marcos também aprovou o petit gateau de chocolate, servido com uma bola de sorvete de creme. Dei uma colherada para provar, e também gostei, com uma massinha mais consistente e um chocolate não enjoativo.

Petit gateau de chocolate com sorvete de creme

Harumaki de banana com doce de leite

Para acompanhar nossa degustação de sushis, também fizemos uma degustação de drinks da casa. As Saquerinhas de morango e amora são bem levinhas, não são muito fortes no teor alcoólico, achei ideais para acompanhar a refeição. Minha prefe: amora! O Moscow Mule é o clássico, gostoso e bem preparado. E o Black Pearl, drink com amora, ganhou uma releitura, e em vez do sabor mais marcante do suco de maçã, predomina um sabor de maracujá, recomendado para quem gosta de drinks bem docinhos.

Saquerinha de amora

Moscow mule e saquerinha de morango

Black pearl

Gostamos de toda a experiência, desde os sushis, drinks, ambiente e atendimento. A casa não estava muito cheia e o serviço foi bem atencioso, espero que seja o padrão para todos os dias da semana!
O ambiente é moderno, com boa iluminação que não incomoda os clientes, bem aconchegante.


Endereço:
Sattoru Sushi – Av. Engenheiro Max de Souza, 710, Coqueiros, Florianópolis/SC


Valores na nossa visita em agosto/2018:

Barriga de salmão – 10 unidades – R$40
Ussuzukuri de peixe branco – 14 unidades – R$37
Vieira canadense – 6 unidades – R$67
Combinado 10 peças Top Fusion Gourmet Sattoru – R$53
Ebi dragom – 8 unidades – R$34,00
Atum spicy – 8 unidades – R$33,00
Harumaki de banana e doce de leite – R$12
Petit gateau creme – R$16,00
Saquerinha de morango – R$20
Saquerinha de amora – R$20
Black pearl – R$20
Mojito – R$17
Moscow Mule – R$19

 

Anúncios

Cafe de la Musique – cardápio de verão

Cafe de la Musique remete a um beach club cheio de gente bonita e badalação! Sim, esse é o Cafe de la Musique em Jurerê, mas a casa vai além, recebe os clientes com uma gastronomia refinada, assinada pelo chef Leandro Arruda Vieira.

Fomos conhecer o cardápio do verão 2017 e nos surpreendemos positivamente pelo menu recheado de frutos do mar. Peixes, camarão, lula, polvo, ostra e lagosta compõem a carta, que também apresenta opções de carne para os não tão chegados aos frutos do mar.

Vejam nossa experiência no vídeo abaixo:

Começando pelos aperitivos, provamos e adoramos o Camarão Crocante. Simplesmente maravilhoso, grande e crocante como diz o nome, frito, porém sequinho, e muito saboroso!

Camarão crocante

Camarão crocante

Passando às entradas, são duas opções de ostras e carpaccio clássico e de salmão. Provamos a Ostra Rich Champagne (gratinadas no creme de Champagne rich), o Carpaccio de Salmão (ao molho cítrico com bouquet de verdes e torradas) e o Carpaccio Clássico (ao molho mostarda com lascas de parmesão, rúcula e torradas). As ostras estavam muito boas, especialmente se levar em conta que minhas preferidas são in natura, gostei muito do molho! Entre os carpaccios a melhor pedida foi o clássico. Ah, vale mencionar que para quem come sem lembrar da dieta, como nós, os carpaccios são individuais.

Ostra Rich Champagne

Ostra Rich Champagne

Carpaccio Clássico

Carpaccio Clássico

Carpaccio de Salmão

Carpaccio de Salmão

Como prato principal escolhemos a Lagosta Imperial e o Camarão à Valenciana. A lagosta já é imponente desde o nome não é?! Servida com molho de laranja e risoto de trufas que particularmente adorei!! O camarão não ficou para trás, um prato lindo, com camarões servidos num abacaxi e servido com risoto de alho poró, delícia! O camarão foi nosso preferido, mas o risoto foi o de trufas.

Lagosta Imperial

Lagosta Imperial

Camarão à Valenciana

Camarão à Valenciana

Há, ainda, pratos com polvo, robalo, salmão e linguado e também são servidos wraps, burgers, saladas, risotos, massas e carnes, mas esses ficam para uma próxima visita!

A carta de bebidas também é extensa. Provamos alguns drinks especiais da casa: Sol de Jurerê, Summer Time, Back Stage e Strawberry Tree – esses dois últimos com Red Bull na composição. Todos saborosos e com uma bela decoração nas taças!

Drinks do Cafe

Drinks do Cafe

Drinks do Cafe

Drinks do Cafe

Fica nosso pitaco para conhecer a gastronomia do Cafe de la Musique, que provamos e aprovamos! E quem sabe estender o passeio para uma baladinha lá mesmo?

Fechamos com uma foto da tchurma que esteve por lá:

Claudio Zattar, Priscila Prudencio, Maíra Ferraz, Cristiano Santos, André Groh, Davi Paes e Lima,                 Joana Volpato, Marcos Rocca, Carla Lins e Amanda Campos.


Endereço: Av dos Merlins, s/n, Posto 1-B, Jurerê Internacional, Florianópolis/SC
Site: https://www.cafedelamusiquefloripa.com.br/


Valores na nossa visita em fevereiro/2017:

Camarão crocante – R$85,00
Ostra Rich Champagne – R$36,00
Carpaccio de Salmão – R$36,00
Carpaccio Clássico – R$35,00
Lagosta Imperial – R$120,00
Camarão à Valenciana – R$76,00
Drinks – R$42,00
Fomos a convite da Atré Comunicação. Não é uma publicação paga.

Donna – dining club em Jurerê Internacional

Mais que um parador de praia, o Donna é um dining club, restaurante que serve ótima comida, em ritmo de balada. A proposta para os dias de verão se mantém nas noites de sexta-feira e sábado de inverno. Nós fomos conhecer em um domingo à tarde e descobrimos um ótimo lugar para passar o dia e desfrutar de um ótimo almoço.

No vídeo mostramos tudo:

A localização é maravilhosa, à beira da praia, em Jurerê Internacional, e a decoração tem um ar moderno.

Nos surpreendemos com os pratos da cozinha dos chefs Sara Sanchez e Hugo Olaechea, peruanos que comandam a cozinha do Donna. A Sara estava na casa quando fomos conhecer e nos recebeu muito bem, explicando os itens do cardápio e dando sugestões. Mostramos aqui algumas dessas sugestões, que ficam para vocês também, pois tudo que provamos estava maravilhoso!

Jo e Marcos curtindo o Donna e dando pitacos

Jo e Marcos curtindo o Donna e dando pitacos

Começamos com “steak tartare” e “duo cebiche”. O tartare, filé mignon servido com batatas fritas, estava divino! Quem provar, não vai se arrepender! Quanto ao ceviche, você escolhe duas das três opções do cardápio: peixe branco, frutos do mar e atum. Podemos simplesmente dizer que é feito por peruanos, o tradicional ceviche, muito bom!

Steak tartare

Steak tartare

Duo cebiche - Chalaca (frutos do mar) e Nikkei (atum)

Duo cebiche – Chalaca (frutos do mar) e Nikkei (atum)

Para o prato principal, a casa oferece risotos, massas, carnes e frutos do mar. Fomos de “camarão arlecchino” e “escalope e filé mignon”. O camarão é servido com purê de batata com pesto, molho de pimentões, leite de côco e azeite de dendê. São seis camarões grandes servidos sobre o purê, prato lindo e saborosíssimo. Já o filé estava no ponto certo que pedimos, acompanhado de risoto de queijo Brie. Quando os pratos chegaram à mesa, os aromas se espalharam e aguçaram ainda mais nossa fome.

Camarão arlecchino

Camarão arlecchino

Escalope de mignon com risoto de queijo Brie

Escalope de mignon com risoto de queijo Brie

De sobremesa provamos o “petit gateau” e a “sopa gelada de frutas vermelhas”. A sopa é um caldo de frutas vermelhas, servida com sorvete de creme, deliciosa! Já o petit gateau, por mais trivial que possa parecer num cardápio, foi a escolha do Marcos, que precisa de chocolate na sobremesa, e olha… estava sensacional! O tradiocional bolinho de chocolate com recheio cremoso, servido com sorvete de creme e frutas vermelhas na decoração. Até hoje sonho com aquele petit gateau, comeria várias e várias vezes, vários e vários dias seguidos, sério, maravilhoso!

Petit gateau com sorvete de creme

Petit gateau com sorvete de creme

Sopa de frutas vermelhas

Sopa de frutas vermelhas

Além do cardápio que adoramos, a casa apresenta um cardápio diferenciado de drinks. Há o cardápio tradicional, com caipirinhas, piña colada, sex on the beach… e um cardápio especial. Provamos alguns desses drinks e vale conferir essa carta. Aliás, pitaco do Marcos é provar o drink “mai tai”, que ele provou e aprovou!

Drink Mai Tai

Drink Mai Tai

Drink aviation

Drink aviation

Donna

Clover club e mojito

Além do cardápio fixo, o Donna tem um prato que muda a cada temporada. Quando fomos, era o “filé alla parmegiana”, filé mignon servido com fettucine, batata e pão, que serve duas pessoas. Não provamos, mas pareceu bem apetitoso, quem sabe numa próxima visita!

Vale dizer ainda que durante o inverno, nas noites de sexta-feira e sábado a casa vira balada – e a cozinha não fica aberta durante a festa da noite!

Enfim, foi uma experiência deliciosa, vale conferir!


Endereço: Av. dos Pampos (final da rua), Jurerê Internacional, Florianópolis/SC.
http://www.donnajurere.com.br/


 

Receita de camarão com arroz de coco – sem glúten

Pitaco de receita para fazer para os amigos, o Marcos que fez e foi super aprovada.

Nossa ideia inicial era fazer o camarão com massa, mas nossa amiga convidada não come glúten, então o Marcos vez essa versão com arroz e ficou show! De quebra é uma boa opção também para celíacos.

Vale dizer que eu não sou fã de comida com leite de coco ou creme de leite, nem curry, mas fica tudo muito harmonizado e ficou delícia demais!

 camarao

Como fazer:

Antes de tudo, coloque o camarão em uma salmoura e deixe marinar por 30 minutos, para que fique mais macio.

Ingredientes para salmoura:

– 500g de camarão
– 2 litros de água
– 1/4 xícara de sal
– 1/4 xícara de açúcar

Enquanto isso, vá preparando o arroz.

Ingredientes para o arroz:

– Arroz
– Leite de coco
– Tempero verde

Faça o arroz normalmente; depois de cozido, coloque-o em uma frigideira com leite de coco e sal e deixe cozinhar mais um pouco o arroz até que o leite evapore. Quando for servir, acrescente temperinho verde no arroz.

Camarão:

Ingredientes para o camarão:

 – Camarão
– Azeite
– Cebola
– Nata ou creme de leite fresco
– Temperos: curry, sal, pimenta branca, tomilho, alecrim

Após marinar o camarão, coloque-o em uma frigideira com um pouco de óleo, adicione curry e logo em seguida cebola picada. Deixe o curry queimar um pouco para que ele se fixe no camarão, depois acrescente nata ou creme de leite fresco até cobrir o camarão. Tempere a gosto com sal, pimenta branca, tomilho e alecrim.

Por fim, monte o prato posicionando o arroz, o camarão e tomatinhos cereja. Sucesso certo!